Centro Cultural Ariano Suassuna faz a cultura retornar ao centro de João Pessoa

Categories: Laguna Praia Hotel - João Pessoa

15032015212542

A noite do Centro de João Pessoa ganhou mais uma grande atração cultural. Mais do que isso, a cultura está retornando à sua nascente. Essa é a opinião do professor Chico Pereira, pró-reitor de Cultura da Universidade Federal da Paraíba, no lançamento da temporada da Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa, que abriu o mais novo palco de apresentações artísticas, no Centro Cultural Ariano Suassuna. O pró-reitor afirmou que o local passará a ter atividades culturais como peças teatrais, concertos, shows e apresentações folclóricas.

No sábado à noite, em um teatro lotado, a Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa fez um concerto que encantou a plateia, fazendo uma homenagem ao escritor Ariano Suassuna. Apesar de ter sido criada a pouco mais de um ano e quatro meses, a sinfônica se apresentou com muita competência, com a regência do maestro e diretor artístico Laércio Sinhorelli Diniz.

No programa, com a apresentação intitulada “A Revolução com Música”, a primeira parte foi dedicada à obras do Movimento Armorial, fundado por Suassuna, e fechar com a 5ª Sinfonia de Beethoven. Comporão a primeira sessão “Mourão” e “Galope”, do compositor brasileiro César Guerra-Peixe, “Asa Branca”, do violinista e maestro potiguar Cussy de Almeida, e “Repente”, de Antônio Madureira. A Sinfônica Municipal voltará a se apresentar no local por mais três semans, com concertos executando músicas clássicas, sem esquecer da Música Popular Brasileira. Fábio Cardoso, com Assessoria – Foto Beth Ribeiro número de casos de dengue registrados na cidade de São Paulo nas quatro primeiras semanas do ano cresceu 171% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo balanço divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde na tarde desta quinta-feira (12).

Neste ano, foram 220 pessoas infectadas ante 81 no mesmo período de 2014. O número de notificações de casos suspeitos também aumentou de maneira significativa. Passou de 743 para 1.368 entre um ano e outro. Há uma morte sendo investigada.

A secretaria informou que os três distritos com maior incidência são Limão, Jaraguá e Brasilândia, todos na zona norte.

O secretário adjunto da Saúde, Paulo Puccini, voltou a afirmar que o calor e o armazenamento de água pela população por causa da crise hídrica são os principais fatores que explicam a alta da dengue e a sua predominância na região norte, a mais afetada pela falta de água. “A alta que a gente aguardava para a 15ª semana do ano parece estar se antecipando e é motivo de preocupação em todo o Estado. Por isso é preciso tomar os cuidados necessários no armazenamento de água.”

Fonte: Assessoria de Imprensa Fabio Cardoso
Foto: Beth Ribeiro

Be Sociable, Share!

Spread The Love, Share Our Article


  • Fatal error: Call to undefined function tweetmeme() in /home/paraiba/public_html/wp-content/themes/maamo/single.php on line 71